Globo de ouro: dicas e inspirações direto do tapete vermelho

Ontem tivemos o primeiro tapete vermelho do ano então achei uma boa oportunidade para voltar a postar aqui e trazer dicas que tem a ver com as mudanças na consultoria para este ano. Vou explicar melhor em outro post mas já adianto aqui: agora tem consultoria para formandas e eventos em geral. Portanto esse post não é um ranking de melhores ou piores looks e sim uma seleção em que posso fazer comentários sobre os looks e como eles podem favorecer diferentes silhuetas.

Inspire-se e pense em como podemos adaptar para o seu evento!

Começando com Amy Adams bem minimalista porém impecável provando que você precisa apenas de um tecido nobre e qualidade impecável para destacar-se. Esse modelo é ótimo para quem tem o corpo triângulo (os quadris mais largos em relação aos ombros) pois o decote canoa amplia a parte superior do corpo. Perfeito para quem prefere modelos mais ajustados mas precisa equilibrar as proporções.

Saoirse Ronan de Gucci é um ótimo exemplo para quem busca um modelo que tenha apenas um tecido bem impactante. O design do modelo é bem minimalista e super alongador com um decote profundo e marcação da cintura feita apenas com a modelagem levemente mais alta. Arrasou também no tom frio e brincos de esmeralda fazendo contraste com o batom vermelho (cores complementares, uma valoriza a outra e no final é o rosto que ganha um destaque lindo).

Dakota Fanning aí pra provar que não tem nada a ver essa história de que “sou branquinha, não fico bem com tons claros”. Eu sei que é um assunto polêmico e é muito difícil fazer as pessoas perceberem que não é a roupa que tem que aparecer e sim você. Mas vamos tentar: isso tem tudo a ver com a fase de análise cromática, basicamente repetimos as cores que tem as mesmas características das cores em você. Logo, se você é clarinha (pele, cabelos, olhos) é bem possível que você esteja em uma das estações claras, sendo mais valorizada por tons claros. Eu não acho a Dakota nada apagada nesse look, pelo contrário! Você olha primeiro para o rosto dela e aí o olhar vai “passeando” pelos outros itens como batom, brincos e vestido. Conseguem ver isso?

Se ainda assim você não se sente valorizada pelos tons claros, alguns truques podem fazer diferença. Faça como Alison Brie e escolha um modelo como esse Vera Wang que tem um top com brilho por baixo do tule. Geramos um contraste médio ali e o vestido não ficou afinal tão em segundo plano. Outro truque que amo é usar um batom que destaque mais.

Para não falar que sempre funciona, Emma Stone (maravilhosa) porém em um tom que não a valorizou tanto. Se tivesse caprichado mais na maquiagem ou nos acessórios talvez o tom não tivesse sido tão ruim…

O Vera Wang de Constance Wu cai nessa mesma questão mas a faixa alaranjada salvou um pouco esse efeito apagado.

Heidi Klum impecável e maravilhosa porém para nos lembrar que (sei que todo mundo fica triste com essa mas) nem todo mundo fica bem de preto. Claro que ela continua linda mas ficaria ainda mais linda se fosse algum tom mais suave para ela.

Já Penelope Cruz tem características que carregam melhor o preto (pele clara e cabelos escuros são um bom começo).

Sofia Carson também ilustra bem esse time que fica bem em preto e ainda apostou no contraste mais alto possível – que repete as características que existem nela (pele e cabelo) – com um modelo em preto e branco. O batom vermelho é a cereja do bolo aqui, deixando o look em completa harmonia.

Kiki Layne de Christian Dior mostra uma tendência que continua para vestidos de noiva (lembram do modelo de Marina Ruy Barbosa?) que é esse modelo com corpete. A cor está perfeita também, só faria uma ressalva para a gargantilha que “sumiu” com o pescoço dela. Eu recomendaria um modelo mais delicado.

Já Rosamund Pike tem mais pescoço e arrasou nesse detalhe da chocker no modelo Givenchy. Sem esse detalhe ela teria ficado com o tronco alongado demais.

Missi Pyle vestiu um modelo do brasileiro Vitor Zerbinato e traz uma ótima alternativa para quem quer valorizar a forma física sem exageros. O drapeado é uma ótima opção para valorizar as curvas e o modelo reto alonga a silhueta.

Amber Heard “diminuiu” valiosos centímetros com essa parte superior do vestido tão abaixo da cintura e ainda tanto volume na saia. Essa dica vale especialmente para as noivas que buscam modelos princesa. Se você tem as pernas mais curtas em relação ao tronco, essa característica fica ainda mais evidente então a cintura alta ou no lugar é a mais recomendada. (Essa parte descobrimos durante a análise de tipo físico).

Charlize Theron arrasou na altura da cintura, volume da saia e ainda esse decote no centro – que não sou tão fã mas ajuda a quebrar a seriedade do modelo que, sem isso, seria muito fechado.

Finalizando com Julianne Moore que foi de cor clarinha, conseguiu valorizar o rosto e quebrou as “regras” de proporções no modelo minimalista mas tudo com maestria. Ou seja, dá pra usar a cintura, volume e cores como quiser mas pode ter certeza que sempre vai existir um jeito mais harmônico e que traduza sua personalidade para fazer isso!

Tem dúvidas sobre algum traje? Tire suas dúvidas sobre a consultoria: (27) 99907-9481 ou [email protected]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

You may also like

Deixe um comentário