Descobrindo seu estilo pessoal: 5 passos organizar suas referências

Uma atitude muito comum para quem acaba de ficar noiva é: criar uma pastinha de referências, seja no pinterest, no computador, no celular, no instagram, as opções são infinitas. O casamento é um universo de inspirações e é inevitável que até a chegada do grande dia você tenha uma pastinha com imagens a perder de vista.

Mas, uma coisa é importante: saber analisar quais referências realmente tem a ver com o seu estilo. Vamos descobrir como fazer isso?

tumblr_nnuac2xo7W1sm9vu8o1_1280

É muito melhor ter uma pastinha com 10 imagens que realmente te representam do que com 100 que não possuem coerência alguma entre si e não tem nada a ver com você! Não é tão fácil chegar lá mas o grande segredo é começar a fazer perguntas a você mesma e ser muito sincera e realista com suas respostas. Por isso estou sugerindo estes 5 passos.

Se você ainda não tem, crie sua pastinha de referências, salve tudo que você achar bonito, pode esquecer o filtro nesse momento, é hora de buscar inconscientemente quem você é ou quer ser. Agora que você tem uma pasta, vamos analisá-la observando atentamente tudo o que você salvou.

Eu vou fazer esse exercício com vocês como exemplo usando uma pasta do meu Pinterest e pensando no meu casamento (que foi às 18h, no jardim de um cerimonial, no inverno, estilo vintage/romântico).

1 – Por que eu me vejo aqui?

Você vai analisar cada imagem e pensar exatamente o que você gosta nelas: é o decote do vestido? é o bordado? são as cores? é o ambiente? Este processo pode ser feito tanto no comecinho da sua pesquisa (quando você ainda nem escolheu o local do casamento) quanto na hora de escolher o vestido ou o penteado. Quando você começa a se perguntar exatamente o que você gosta nas imagens, elas passam a ser mais do que apenas imagens lindas para imagens que representam você.

1

Já nesta primeira imagem eu cortei 3 imagens da minha pasta que não tem nada a ver comigo: Converse e vestido de noiva podem ser super estilosos, mas EU não uso tênis, as mangas curtas são fofas mas EU não gosto de mangas, vestido de renda é super clássico mas EU não gosto de renda!

2 – Como eu sou e como quero ser vista?

Pense na imagem que você quer transmitir: você é uma pessoa romântica, gosta de ser vista como uma pessoa sexy, prefere que te vejam como alguém super segura. Pense em adjetivos: quais as características mais marcantes da sua personalidade, o que as pessoas sempre elogiam, o que você gosta quando as pessoas elogiam (pode ser fisicamente também). Por exemplo: se as pessoas elogiam suas pernas, considere um vestido com uma fenda. Simples e óbvio assim mesmo!

2

Aqui eu já tive que eliminar só uma imagem: o vestido super bordado com um mega decote, que transmite sensualidade é algo que eu não sinto que tem a ver comigo. Todos os outros modelos transmitem um romantismo com que EU me identifico.

3 – Como isso entra na minha vida?

Agora é hora de colocar em prática: voltando ao exemplo do item 1, por mais que você goste das suas pernas e é algo que as pessoas elogiam, se o seu casamento é religioso/na igreja pode ser que a fenda não seja adequada então é o caso de eliminar esta referência ou buscar uma referência em que a fenda é mais discreta. Esse momento também é importante na hora de buscar referências para o vestido: dê preferência a mulheres que tenham formas físicas parecidas com a sua. Isso vale também para o penteado, você não precisa pintar os cabelos para ter o penteado que viu no Pinterest, o ideal é procurar penteados que funcionam em cabelos que tenham a cor e o tipo parecidos com o seu.

3

Aqui eu eliminei a barca de cocos porque o casamento foi no inverno e em um cerimonial, também eliminei o scarpin pois não combina com cerimônia na grama e o vestido minimalista que não faz meu estilo, apesar de lindíssimo.

4 – Quais os elementos em comum nestas imagens?

Quando você começa a filtrar as imagens e vai eliminando as que não funcionam na SUA realidade, você percebe que elas vão criando uma coerência, serão mais elementos em comum entre elas. Pode ser que aquela decoração rústica que você achou linda na verdade não condiz com sua personalidade, pode ser que aquela imagem linda de um casamento na praia não seja pra você já que onde você mora não tem praia, pode ser que aquele vestido incrível cheio de bordados e em um tecido super pesado não seja o mais adequado para o seu casamento no campo.

4

Conseguem ver a coerência? Tudo bem romântico, tons pastel, coroas, vestido princesa volumoso, cintura bem marcada,  livros, citações, clima vintage, gravata borboleta… Que informações posso tirar disso? Aí eu sei que preciso encontrar um fotógrafo que já tenha trabalhado em casamentos nesse estilo, lojas que alugam coroa, designers que façam vestidos modelo princesa com volume, peças de decoração estilo vintage, etc. 

5 – Pense no que funciona na sua realidade.

A sua pastinha final é aquela que tem só o que realmente te representa, o que vai funcionar no SEU casamento, os modelos que vestido que valorizam o SEU corpo, o penteado que tem a ver com o SEU cabelo. Não precisa deletar tudo (eu sei, a gente fica apegada haha) mas ao menos separe as pastinhas e tenha a pasta que tem a sua cara! Agora você tem uma pasta montada conscientemente e que vai ser muito mais útil na hora de chegar a um fornecedor e falar sobre seu estilo.

Isso pode parecer bobagem ou pode parecer fácil mas não é, é um exercício de auto-conhecimento que vai te ajudar MUITO na hora de conversar com os fornecedores e ter um casamento/vestido/penteado que vai te deixar feliz, confiante e se amando a cada vez que abrir o álbum de casamento.

consultoria-de-imagem-para-noivas

Pronto, sobraram 3 referências principais para a criação do vestido: mangas ombro a ombro, drapeados no corpo e tule, todos em modelo princesa. 

 

Se precisar de ajuda, entre em contato! Em uma consultoria de imagem personalizada, passamos por este e outros passos para que você encontre seu estilo e descubra exatamente o que te valoriza: [email protected] ou (27) 99907-9481 (Ligações e WhatsApp) com atendimentos online ou presencial (ES e capitais do Sudeste)

You may also like

Deixe um comentário